Há 50 anos não havia nada e quando um estudante pediu para falar mudou tudo

Haverá uma cerimónia evocativa da Crise Académica de 1969 no sítio onde aconteceu, mas o programa de comemorações em Coimbra vai até Outubro.

Faz amanhã meio século. Foi no dia 17 de Abril de 1969, em pleno Estado Novo, que Alberto Martins, presidente da Direcção Geral da Associação Académica, aproveitou a vinda do presidente Américo Tomaz à cerimónia de inauguração do Edifício das Matemáticas da Universidade de Coimbra (UC), para lhe pedir a palavra. O presidente não deu a palavra ao representante dos estudantes, porque isso simplesmente não acontecia durante a ditadura, mas a partir daí mais ninguém ficou calado.

O momento vai ser lembrado, amanhã, à tarde.



#AlbertoMartins



© 2018 por Stylist & Fashion  | Portugal, Europa